Relações Étnico-Raciais


Sobre o Programa

O PROGRAMA DE ESTUDO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS é uma das duas frentes de trabalho na área do Pluralismo Cultural e das Relações Étnico-Raciais, desenvolvido pela Faculdade Presidente Antônio Carlos de Uberaba. O programa constitui-se em um espaço acadêmico e de interface com a comunidade no qual se realizam atividades programadas como estudos e pesquisas, documentação, produção de textos e outros.

Além disso, também produz materiais, cursos, seminários, conferências e divulgação de ações afirmativas, diretas ou por meio de assessoria e apoio, dentro da temática da educação das relações étnico-raciais.

O principal objetivo do programa é articular ações, pesquisas, ensino e extensão, de caráter interdisciplinar, nos termos da Resolução CNE/CP nº 001/2004, fundamentada no parecer CNE/CP nº 003/2004, que tratam das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira, Africana e Indígena, bem como, do Plano Nacional de Implementação das Diretrizes.

O PROGRAMA DE ESTUDO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS implementado pela Faculdade Presidente Antônio Carlos de Uberaba possui os seguintes objetivos:

  • Realizar estudos que possam subsidiar a formulação e execução de políticas públicas de promoção da igualdade racial;
  • Estudar e divulgar a realidade dos afrodescendentes e indígenas na sociedade brasileira;
  • Propor a inclusão da educação das relações étnico-raciais e conhecimentos da matriz africana e/ou que dizem respeito à população negra e indígena nos conteúdos de disciplinas e em atividades curriculares dos cursos;
  • Criar mecanismos de combate ao racismo e às discriminações;
  • Propor a aquisição e divulgação de bibliografias relativa à história e cultura brasileira, africana e indígena visando ampliar a discussão dos problemas desencadeados pelo racismo e por outras discriminações;
  • Implantar uma pedagogia antirracista em todas as atividades e áreas institucionais;
  •  Registrar a memória social afro-brasileira e indígena;
  • Contribuir para a formação de educadores e profissionais capazes de promover atitudes de respeito às culturas dos grupos étnico-raciais e sociais, presentes na escola e empresas;
  • Criar situações educacionais em que vítimas de racismo e outros tipos de preconceito recebam apoio para superar o sofrimento, bem como os agressores receberem orientações para compreenderem a dimensão do ato praticado, permitindo que ambos sejam educados para o reconhecimento, valorização e respeito mútuos;
  • Contribuir com a luta contra o racismo;
  • Sugerir a inclusão de objetivos explícitos de combate ao racismo e de valorização da história e cultura afro-brasileira, africana e indígena nos documentos institucionais, tais como: Estatuto, Regimento, Plano de Desenvolvimento Institucional, Projetos Político-Pedagógicos e Planos de Ensino;
  • Contribuir com a construção de centros de documentação e materiais didáticos que visem ao diálogo entre essas culturas;
  • Promover estudos, pesquisas e atividades de extensão que envolvam os referidos temas.

O PROGRAMA DE ESTUDO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS foi estruturado de forma que além de atividades específicas, são desenvolvidas atividades presentes no dia a dia escolar, tais como:

  • Uso pedagógico das experiências culturais dos educandos alargando, a partir delas, os conhecimentos formais e científicos;
  • Estabelecimento de conexões entre os conteúdos trabalhados e a vida diária dos estudantes, suas condições de vida, e situações de desigualdades enfrentadas na sociedade;
  • Criação de um clima favorável à socialização dos estudantes negros e indígenas atentando para suas características pessoais, etárias, socioculturais e étnicas, relacionando-as ao processo de construção de conhecimento;
  • Trabalho da expressão das singularidades, promovendo uma cultura geral inclusiva para todos e que todos vejam suas culturas refletidas na escolaridade com igualdade de oportunidades;
  • Pensamento de práticas e rituais pedagógicos cotidianos para que não permitam a expressão de racismo, discriminação e preconceito;
  • Expressão nas produções escolares do Brasil que somos; genética e culturalmente;
  • Trabalho da educação das relações étnico-raciais, através da inserção no currículo escolar da História da África, dos Afro-brasileiros e dos indígenas.

Educação para as relações étnico-raciais
Site do Ministério da Educação com informações, manuais e cartilhas para promoção de estudos das relações étnico-raciais.
http://etnicoracial.mec.gov.br/

UNESCO
Relações étnico-raciais - O papel da UNESCO para a superação da discriminação racial no Brasil
http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/social-and-human-sciences/ethnic-and-racial-relations/
Governo do Estado da Bahia 
Site do Governo da Bahia com informações, manuais e cartilhas para promoção de estudos das relações étnico-raciais.
http://escolas.educacao.ba.gov.br/etnicoraciais
Conselho Federal de Psicologia 
A psicologia pela igualdade racial
http://relacoesraciais.cfp.org.br/
Relações Raciais na Escola 
Site desenvolvido para discutir a igualdade das relações étnico-raciais nas escolas
http://www.relacoesraciaisnaescola.org.br

Av. Leopoldino de Oliveira, 4245 - Fabrício, Uberaba - MG CEP: 38050-590

(34) 3326-5600

9 9655-3597

Segunda a Sexta (Exceto Feriados): 12:00 às 22:30h Sábados: 08:00 às 12:00h

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support